Caetano Veloso inclui Angela Ro Ro no show em que celebra o culto do álbum 'Transa'

  • 13/11/2023
(Foto: Reprodução)
Cantor reapresenta na Arena Jockey, no Rio de Janeiro, o espetáculo estreado em agosto em festival carioca. Angela Ro Ro (à esquerda) toca gaita no show em que Caetano Veloso revisita o repertório do álbum 'Transa' no palco da Arena Jockey Juliana Reis / Divulgação Uns Produções ♪ Quando apresentou pela primeira vez o show em que celebra o culto do já cinquentenário álbum Transa (1972) no festival Doce maravilha na cidade do Rio de Janeiro (RJ), na madrugada de 14 de agosto, Caetano Veloso reuniu no palco músicos que participaram do disco – gravado em Londres em 1971, durante o exílio do artista baiano na Inglaterra – e lançado em maio de 1972 com repertório autoral. Áureo de Souza (percussão), Jards Macalé (violão e guitarra) – diretor musical do álbum – e Tutty Moreno (bateria) se juntaram a músicos da banda da turnê Meu coco (2022 / 2023). Em cena, Caetano saudou Moacyr Albuquerque (1945 – 2000), baixista do disco, e Gal Costa (1945 – 2022), cantora que gravou vocais nas músicas You don't know me e Neolithic man. Mas faltou Angela Ro Ro, que também participou do álbum Transa e ficou fora do show por questão de agenda (a cantora tinha apresentação fora do Rio). Sim, a então desconhecida Angela Maria Diniz Gonsalves (com s no lugar do ç) figura na ficha técnica do álbum de 1972. Por indicação do cineasta Glauber Rocha (1939 – 1981), Caetano convidou a artista carioca de então 22 anos para participar da gravação de Transa. Ro Ro – que estava em Londres após ter passado pela Itália (onde reencontrou Glauber) e pela França – tocou gaita na gravação do blues Nostalgia (That's what rock'n roll is all about), música alocada no fecho do disco. No fim de semana, nas reapresentações do show em que Caetano celebra o culto de Transa, o cantor recebeu Ro Ro no palco da Arena Jockey, na cidade do Rio de Janeiro (RJ), nas noites de sábado e domingo, 11 e 12 de novembro. Antes de reeditar a parceria com Caetano em Nostalgia, no número que encerrou o show, a cantora deu voz a duas músicas em dueto com o tecladista Ricardo Mac Cord, partner de Ro Ro nos palcos há mais de 30 anos. A artista refez Escândalo (1981) – música composta por Caetano para Ro Ro e lançada como faixa-título do terceiro álbum da cantora, então em fase de grande turbulência emocional – e reviveu o primeiro grande sucesso, Amor, meu grande amor (1979), parceria com Ana Terra que apresentara no primeiro álbum. E então, sem qualquer nostalgia, Angela Ro Ro tocou gaita no blues Nostalgia (That's what rock'n roll is all about), como fizera no estúdio de Londres em 1971, arrematando o ovacionado show de Caetano Veloso.

FONTE: https://g1.globo.com/pop-arte/musica/blog/mauro-ferreira/post/2023/11/13/caetano-veloso-inclui-angela-ro-ro-no-show-em-que-celebra-o-culto-do-album-transa.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes