Simone canta balada em espanhol no retorno do show 'Tô voltando' ao Rio para festejar prêmio do Grammy Latino

  • 26/11/2023
(Foto: Reprodução)
Simone no palco da casa carioca Qualistage, onde apresentou o show 'Tô voltando' na noite de ontem, 25 de novembro Babi Furtado e Dantas Jr. / Divulgação Qualistage ♪ Simone lançou cinco álbuns em espanhol entre 1991 e 1998. O primeiro deles, Simone (1991), foi aberto com regravação da balada Procuro olvidarte (1980), um dos maiores sucessos do cancioneiro do compositor espanhol Manuel Alejandro, autor da canção assinada em parceria com Ana Magdalena (pseudônimo da segunda mulher de Alejandro, Purificación Casas). Lançada na voz do cantor nicaraguense Hernaldo Zúñiga em 1980, a balada Procuro olvidarte abriu portas para Simone no mercado latino de música hispânica ao ser gravada pela cantora baiana em 1991. Por isso mesmo, ao celebrar em cena o Prêmio à Excelência Musical recém-recebido em Sevilha, Espanha, em cerimônia realizada em 12 de novembro pela 24ª edição do Grammy Latino, a artista escolheu cantar Procuro olvidarte no retorno do show Tô voltando aos palcos da cidade do Rio de Janeiro (RJ). A volta aconteceu na noite de ontem, 25 de novembro, em apresentação que encheu a casa Qualistage de seguidores fiéis da Cigarra. Simone toca guitarra quando canta 'O tempo não para' na abertura do show 'Tô voltando' Babi Furtado e Dantas Jr. / Divulgação Qualistage Procuro olvidarte foi a boa surpresa de roteiro que também ganhou O tempo não para (Arnaldo Brandão e Cazuza, 1988), música cantada logo na abertura do show com Simone na guitarra, reproduzindo o número feito pela artista em 16 de setembro na apresentação do festival Coala, mas, em compensação, perdeu Haja terapia (Juliano Holanda, 2021), Boca em brasa (Juliano Holanda e Zélia Duncan, 2022), Você é real (Piska e Fausto Nilo, 1985) e, no bis, o samba-enredo Por um dia de graça (Luiz Carlos da Vila, 1984). Feliz, jovial, sem as tensões da estreia nacional do show em Juiz de Fora (MG) em 15 de abril, prejudicada por problemas técnicos de som, Simone comandou apresentação descontraída que alcançou pico de emoção no canto denso de Jura secreta (Sueli Costa e Abel Silva, 1977) e que reiterou o destaque do guitarrista Filipe Coimbra na banda jovem também integrada por Chico Lira (teclados), Fábio Sá (baixo – substituto de Frederico Heliodoro), Ronaldo Silva (bateria) e Vanderlei Silva (percussão). Tanto que Simone interagiu diversas vezes com o guitarrista, prodígio do “jardim de infância”, como a cantora se refere carinhosamente à banda montada pelo diretor musical Pupillo para o show Tô voltando, espetáculo comemorativo dos 50 anos de carreira de Simone. Simone em momento de sedução com o guitarrista Filipe Coimbra no show 'Tô voltando' Babi Furtado e Dantas Jr. / Divulgação Qualistage Simone se mostra feliz no palco da casa Qualistage, no retorno do show 'Tô voltando' ao Rio de Janeiro na noite de 25 de novembro Babi Furtado e Dantas Jr. / Divulgação Qualistage

FONTE: https://g1.globo.com/pop-arte/musica/blog/mauro-ferreira/post/2023/11/26/simone-canta-balada-em-espanhol-no-retorno-do-show-to-voltando-ao-rio-para-festejar-premio-do-grammy-latino.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Anunciantes